Condomínios devem ser acessíveis a idosos

Com a população idosa ficando mais numerosa, é necessário que as instalações físicas se voltem para esse público

Resultado de imagem para acessibilidade
Para se ter uma ideia, o poder de compra dessa parcela da população já atrai construtoras e incorporadoras, que cada vez mais apostam em empreendimentos não apenas acessíveis como manda a lei, mas também com facilidades como flats para a terceira idade.

Mas no caso de condomínios já existentes, não é preciso esperar que a maioria do condomínio envelheça para que as áreas comuns se adaptem a esta realidade. 

As alterações mais comuns feitas em condomínios para a terceira idade são:

• Rampas de acesso: feitas para substituir escadas, devem obedecer a norma 9050 sobre a sua inclinação máxima 
• Piso antiderrapante: pisos lisos demais ou com muitos tapetes facilitam quedas
• Corrimãos: devem estar em ambos os lados de escadarias, e começar e terminar da parede
• Elevadores: o condomínio deve disponibilizar elevadores sempre que não conseguir que suas rampas sigam a NBR 9050
• Adaptação de banheiros: colocação de barras de apoio corretamente em banheiros das áreas comuns

As mudanças acima devem ser sempre discutidas e aprovadas em Assembleia.

Mais Cultura

0 comentários